Exposições

EXPOSIÇÃO GOLPE DE 64 (2014)

Exposição: O Golpe: 50 anos depois / Marcas da Memória – Armazém da Utopia – Rio de Janeiro – 2014 No dia 1 de abril, o golpe militar que instaurou a segunda ditadura brasileira no século 20 completa 50 anos.Concebida por Luiz Fernando Lobo, Marcos Apóstolo e Beatriz Kuchnir, com cenografia de J.C. Serroni, a exposição 50 Anos Depois do Golpe ocupará 2 mil metros quadrados do Armazém da Utopia. Serão doze ambientes interativos, mostras audiovisuais com filmes que marcaram a época (como Eles não usam black-tie e Liberdade, liberdade), leituras dramáticas, mesas de debate e uma arena com 200 lugares para pocket shows. As salas serão dividas por temas: Pré-golpe (1961-1963); Golpe (1964); Saída às Ruas (1968); Imprensa e Censura; Sala dos Desaparecidos; Prisão, Exílio e Tortura; Ditaduras na América do Sul; Anistia (1979); e O Papel dos Estados Unidos. A ideia é recriar a atmosfera cultural dos anos 60 e 70 que resistiu ao aparelho opressor dos militares, diz Luiz Fernando Lobo. E também mostrar um projeto de país e de nação que estava em construção, mas foi interrompido pelo golpe. A exposição 50 Anos Depois do Golpe foi contemplada pelo edital Marcas da Memória, da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça, que apoia projetos de preservação e divulgação da memória da anistia política.